Loading...

domingo, 21 de novembro de 2010

O detalhe que não deixa o ótimo virar fantástico

O que você precisa para ter um fim de semana fantástico? Seguramente não há resposta certa e nem errada para essa pergunta. Que bom.
Até mesmo essa pergunta feita para a mesma pessoa em períodos diferentes da vida já nos proporcionaria uma gama de respostas diferentes, que já é o bastante para comprovar a proposição inicial.
Mas existe uma linha tênue  e comum que transforma o ótimo em fantástico e vice-versa. Essa linha é a oportunidade da coincidencia. Não quero confundir aqui o uso comum e equivocado da coincidencia com casualidade. Casuliadade é o que se dá ao acaso, sem planejamento ou propósito. A coincidencia que aqui me refiro, é aquela onde duas ou mais coisas acontecem ao mesmo tempo.
O que faz o ótimo se tornar fantástico é quando duas ou mais coisas ótimas coincidem em um mesmo tempo, e mesmo espaço, fazendo você virar parte da estória como um todo. Esse fantástico retorna a ser ótimo pelo simples detalhe que faz com que você seja observador e não ator do todo.
Fantástico é ter sua família passando um fim de semana feliz. Onde todos no final do dia cansados, mas revigorados mentalmente e emocionalmente. As crianças brincam, e os adultos conversam. Os cérebros se exercitam e todos saem satisfeitos.
O detalhe que faz o Fantástico virar ótimo é quando tudo isso acontece e você é o único que não está presente, ou por obrigação ou por escolha própria.

O fantástico, seja qual for a resposta que você dê para a pergunta inicial, está no detalhe de sua participação

Nenhum comentário:

Postar um comentário